Promover a Saúde Pública

sábado, março 26

CONTROLAR A TENSÃO ARTERIAL DURANTE A GRAVIDEZ



O sistema circulatório sofre grandes mudanças durante a gravidez – o volume de sangue, por exemplo, pode aumentar até 40%. A tensão arterial pode descer ou subir, mas em geral a pressão diastólica desce 10-20 mmHg nos primeiros e segundo trimestres, voltando aos valores anteriores à gravidez aquando do parto. Como as subidas da tensão podem ser perigosas para a mãe e para o bebé, faz-se uma medição em todas as consultas pré-natais. Este controlo é especialmente importante se a mulher já era hipertensa. A tensão arterial elevada durante a gravidez pode lesar o feto e prejudicar o seu desenvolvimento e está também associada à pré-eclampsia e à eclampsia, situações que podem ameaçar a vida da mãe e do seu bebé.

In: Peixoto, António, Coração e Sistema Vascular- O seu corpo, a sua saúde, Pág. 44