Promover a Saúde Pública

segunda-feira, Abril 11

AUSÊNCIA DE MENSTRUAÇÃO: amenorreia



O que é a amenorreia?

A amenorreia é a ausência do fluxo menstrual, fenómeno normal antes da puberdade, durante a gravidez, no início da amamentação e na menopausa. Fora destes períodos, a ausência de menstruação é sintoma de uma perturbação.
Fala-se de amenorreia primária quando nunca se verificou, na vida de uma mulher, o aparecimento da menstruação e de amenorreia secundária em caso de uma interrupção do ciclo menstrual durante três meses ou mais numa mulher que já teve menstruação.

Sintomas

  • Ausência total de menstruação;
  • Ausência da menstruação por mais de 3 meses;
  • Sintomas menstruais (contracções, sinais de ovulação, etc.) sem perda de sangue.

    Quais são as causas da amenorreia?

  • Perda de peso (dietas demasiado severas, anorexia, esforços físicos excessivos);
  • Obesidade;
  • Perturbações nos ovários (quistos e tumores nos ovários);
  • Perturbações psicológicas (stress, depressão);
  • Outras doenças (infecções, diabetes, tumores);
  • Fármacos (pílulas contraceptivas, tranquilizantes, hormonas, antitumorais);
  • Perturbações hormonais (perturbações da tiróide, síndroma de Cushing e tumores que segregam hormonas);
  • Anomalias genéticas (síndroma de Turner, hermafroditismo);

Malformações congénitas (malformação ou ausência do útero ou da vagina, hímen não perfurado).

Como se desenvolve a amenorreia?

Por vezes, a amenorreia desaparece espontaneamente, sobretudo quando é causada por problemas de peso, pela amamentação, pelo consumo de contraceptivos ou de fármacos e pelo stress. Mas se a ausência de menstruação depende de uma doença, é necessário que esta seja identificada e tratada para que também o ciclo menstrual volte ao normal.

A amenorreia é uma doença grave?

A amenorreia só por si não é grave mas a causa subjacente pode sê-lo.

Como evitar a amenorreia?

  • Ter um peso normal com uma relação correcta entre a massa muscular e a gordura;
  • Fazer exercício sem exagerar;
  • Não fumar e beber com moderação.

    In: Guia Familiar de Saúde