Promover a Saúde Pública

segunda-feira, abril 11

CANCRO: sinais de alarme



Quais são os sinais de alarme de um tumor?

Nos países do mundo ocidental, o cancro é a segunda causa de morte. Mesmo permanecendo uma doença grave, houve grandes avanços no seu tratamento.
Os oncologistas detectaram sete sinais de alarme típicos do tumor:
  • Mudança nos hábitos de funcionamento do intestino ou da micção;
  • Ferida que não sara;
  • Hemorragia ou secreção não justificadas;
  • Endurecimentos ou nódulos na mama ou noutra parte;
  • Problemas na digestão ou deglutição difícil;
  • Alterações evidentes de um sinal ou de uma verruga;
  • Tosse ou rouquidão persistentes.

    Os sinais de alarme dos principais tumores

    Melanoma e cancro da pele –
    Alteração das dimensões ou cor de um sinal, com escurecimento da pigmentação, descamação, secreção, dores e coceira.

    Cancro do cólon e do recto – Sangramento do recto, sangue nas fezes e mudança nas funções do intestino são os sinais mais frequentes.

    Cancro da bexiga – Sangue na urina e estímulo de urinar frequentemente.

    Cancro da próstata – Os sinais mais característicos são um jacto de urina escasso ou “interrompido”, “dividido”, salpicado e uma dor como uma pontada na parte inferior das costas, bacia e no ânus.

    Cancro da mama – Os sintomas são vários. Os mais frequentes: nódulo, engrossamento, edema ou outras alterações, ao tacto, do tecido das mamas; secreção ou retracção do mamilo e enrugamento da pele do seio.

    Leucemia e linfoma – O tumor do sangue e do sistema linfático caracteriza-se por: fadiga, palidez, emagrecimento, infecções repetidas, hematomas, gânglios linfáticos engrossados, transpiração nocturna e febre.

    Cancro do pâncreas – Não existem sinais de alarme, salvo uma dor prolongada no abdómen e problemas de digestão.

    Cancro da garganta e da laringe – Uma chaga na boca que não sara, que sangra com facilidade, a presença de uma bolinha na garganta, rouquidão, dificuldade de engolir ou mastigar: são todos os sinais de alarme.

    Cancro do pulmão – Tosse persistente, sangue no cuspo, dor no tórax, pneumonias e bronquites reincidentes são os principais sintomas.

    Cancro do útero ou do colo do útero – É necessário que a mulher se preocupe no caso de sangramento vaginal não ligado à menstruação e no caso de corrimento vaginal anormal.


    IMPORTANTE

  • Na presença de quaisquer sinais de alarme, consulte imediatamente o seu médico. Após uma certa idade, aconselham-se controles preventivos periódicos. As mulheres devem fazer com regularidade um Papanicolau; depois dos 40 anos, recomenda-se uma mamografia a cada 3 anos ou menos se houver precedentes familiares. Os homens, após uma certa idade, devem examinar a próstata. Os controles para o cancro do cólon e do recto são necessários, para homens e mulheres, a partir dos 40-50 anos.
  • Alguns factores, tais como fumo ou contaminação, aumentam os riscos dos tumores “profissionais”. Nestes casos tornam-se necessários controlos regulares. Doenças como pólipos do cólon aumentam o risco de tumor.
  • Prestar muita atenção aos primeiros sinais de alarme é fundamental para um diagnóstico precoce do tumor. É necessário, portanto, controlar as alterações da pele, das mamas, dos testículos. O controle de sangue nas fezes pode ser realizado em casa, comprando na farmácia o kit para diagnóstico. O controlo é recomendado a partir dos 50 anos de idade.

    In: Guia Familiar de Saúde

2 Comments:

  • Eu fiz uma biopsia hoje...
    Por causa de uma alteração que deu na minha mama,na aureola pra ser mais exata...a mais de 5 meses atras,e não está curando com medicamento...cura aparente,mas logo assim que paro de passar volta,e parece que mais forte...Pelo menos um dos remedios que usei,nao surte mais efeito nenhum,e troquei de sutia também,antes adiantou,mas agora naõ faz diferença...

    Tipo eu tenho 22 anos,sou nova e sei o quanto é dificil cancer de mama na minha idade,mas agora,isso tudo está começando a me preocupar...o que quer que seja,está ficando mais forte com o tempo,sei lá...

    Entao,depois de meses,fiz a biopsia,e foi retirado um pedaço da parte afetada,mas até a remoção,apesar de nao ter doido,pelo que pude ver pela expressao da medica,estava dificil,pois está muito endurecido no local afetado da aureola,além de escurecido...E quando ela foi fechar,sabe,pontuar o local em que foi tirado um pedaço pra fazer a amostra,como está muito endurecido,ela não conseguiu fechar,a agulha de metal,não passou na pele do meu peito...foi feito um curativo no local com uma especie de cola,sei lá,para auxiliar o fechamento e cicatrização...

    Sei lá...devo me preocupar?

    Será que é um cancro?

    Porque bem,é na aureola do meu peito,está escuro,um pouco enrugado também ao redor da parte afetada que é,ou está,dura,e um pouquinho elevada,coça,fere,sai liquido e secreção da ferida,que faz com que grude na roupa,e quando eu tiro,fica em carne viva,nao muito,um pedacinho,porque gruda,eu tiro,e sai a pele,nao muito carne viva,mas como se tivesse me ralado...

    E está a mais de meses que não sara completamente,nunca sara,parece que sara,mas aí,volta,logo que para de passar,mesmo por ordem do medico,e eu fico passando o remedio,tipo,eu passava o remedio,mesmo depois de já ter sarado,eu passava por uma,ou duas semanas,mas era so parar,e volta tudo de novo,e parece que mais forte...

    E começou com uma simples irritação,uma coceirinha de nada no local,no meu seio,nos dois pra ser mais exata,mas se desenvolveu em apenas um mamilo...

    Nao vejo a hora pra sair o resultado da biopsia,o diagnostico,mas porque essas coisas demoram pra sair o resultado?

    By Anonymous Anónimo, at 24/11/09 17:24  

  • Estou desesperada! tenho apenas 14 anos e isso está ocorrendo comigo. Não sei oq fazer.

    By Anonymous Anónimo, at 10/5/17 01:05  

Enviar um comentário

<< Home