Promover a Saúde Pública

segunda-feira, abril 11

DIMINUIÇÃO DA TEMPERATURA: hipotermia


O que é a hipotermia?

É uma diminuição da temperatura corpórea abaixo do nível normal, isto é inferior a 36ºC. Pode ser relevada somente com a medição rectal da temperatura, dado que aquela da pele não é relevante. Apesar de ser muito difícil estabelecer um mínimo exacto, é possível realizar uma subdivisão em linhas gerais:

  • Até aos 36ºC os riscos são mínimos;
  • Desde os 33 aos 27ºC aparecem perturbações das funções vitais: perdas de consciência mais ou menos graves, abrandamento da frequência respiratória e sucessivamente do batimento cardíaco, diminuição da pressão arterial;
  • Abaixo dos 27ºC manifestam-se as perturbações mais graves: coma profundo, respiração reduzida a poucas inspirações por minuto, coração muito afrouxado e irregular, pressão baixíssima;

Poucas pessoas sobreviveram a uma temperatura corpórea inferior a 20ºC.


Quais são as causas da hipotermia?

A causa é sempre a exposição prolongada ao frio intenso. Três são as circunstâncias mais frequentes:

  • As pessoas que se perderam na montanha ou num veículo avariado,
  • Os náufragos que permanecem muito tempo na água;
  • Os sem abrigo expostos aos rigores do Inverno.

É na água que nos arrefecemos mais rapidamente, porque o contacto directo com a pele favorece a dispersão rápida do calor.
Existem factores que favorecem a hipotermia. As roupas devem desempenhar um papel de isolante térmico que se revela no entanto insuficiente nos casos já mencionados. A humidade do ar e o vento são mais difíceis de suportar do que o ar seco e parado. Com a idade, as capacidades de adaptação diminuem.

O que fazer em caso de hipotermia?

Antes de mais, é necessário induzir um aquecimento na vítima o mais rápido possível. O meio mais simples é o banho quente, por volta dos 40ºC, se é possível. Nos outros casos, é necessário tentar colocar a pessoa próxima a uma fonte de calor e dar-lhe (se está consciente) bebidas quentes energéticas e açúcar. Devem-se, para além disso, retirar as roupas frias ou húmidas e substitui-las com vestuário quente e seco. Se a respiração e o batimento cardíaco pararam, é necessário executar imediatamente uma respiração boca-a-boca e uma massagem cardíaca externa. A reacção dos hipotérmicos é nestes casos é óptima. É necessário chamar uma ambulância e esperá-la no local onde se encontra a vítima. Não subadministrar nunca álcool ou medicamentos.

Como evitar a hipotermia

Para evitar a hipotermia é necessário:

  • Vestir diversas camadas de roupas largas para enfrentar o frio. As várias camadas de ar entre os tecidos isolam e conservam o calor do corpo.
  • Evitar o consumo de álcool e de medicamentos antes de se expor ao frio.
  • No automóvel, prevenir-se de um sistema de aquecimento de emergência no caso de avaria do motor.
  • Não permanecer parados no interior de uma viatura em avaria se não se tem a certeza de serem socorridos: se não se sabe onde encontrar ajuda, na montanha ou num bosque, é preciso pôr-se ao abrigo num refúgio também se encontrado por acaso.
  • Nunca ir para a montanha sem equipamento de segurança e um meio de sinalização no caso de perigo.

    In: Guia Familiar de Saúde