Promover a Saúde Pública

terça-feira, abril 5

DOENÇAS DA TIREÓIDE NA GRAVIDEZ

As doenças da tireóide são mais frequentes no sexo feminino, o que é relacionado por alguns autores1 com o facto de muitas doenças de foro tireóide serem de natureza auto-imune, possivelmente secundárias aos efeitos dos esteróides sexuais no sistema imunológico; embora não tenha sido esclarecido completamente, parece que os estrogénios e os progestagénios podem modular a diferenciação e a maturação dos linfócitos, bem como a indução da resposta auto - imune




Muitas doenças auto-imunes melhoram durante a gravidez e pioram no período pós-parto 1. A disfunção tireoideia pós-parto, de natureza auto-imune, acontece com frequência, mesmo em mulheres sem história anterior de doença tireoideia. Tem sido levantada a hipótese de que as citoquinas, produzidas pela mãe, feto ou placenta, inibem a resposta imunológica durante a gravidez. A redução subsequente nas citoquinas inibitórias, no período pós-parto, permite a exacerbação ou a expressão da doença auto-imune. A relação entre esteroides sexuais e o sistema imunológico parece ser complexa e é potencialmente sujeita a regulação por citoquinas locais. Embora a auto-imunidade seja, tradicionalmente, considerada a principal causa de doença tireoideia durante a gravidez, estudos recentes indicam que o hipertireoidismo causado pela produção inapropriada de hCG (human chorionic gonadotropin) é a causa mais comum de alteração dos testes tireoideus durante a gravidez. Todavia, do ponto de vista clínico, o hipertireoidismo provocado pela doença de Graves é a causa mais importante de morbilidade materna e fetal.

2 Comments:

Enviar um comentário

<< Home