Promover a Saúde Pública

segunda-feira, maio 2

HIGIENE ÍNTIMA FEMININA



A importância do pH

Sabia que o pH vulvo-vaginal é diferente em cada fase da sua vida? Na pré-puberdade e na menopausa, o valor do pH oscila entre 5.0 e 7.0.
O pH vulvo-vaginal cujos valores inferiores a 7.0 são designados como ácidos, diverge das restantes partes do corpo, proporcionando uma protecção natural contra doenças e infecções.
Daí a importância de usar um produto concebido especificamente para a sua higiene íntima: uma emulsão com um valor de pH ajustado a cada fase da vida e da mulher.

Conselhos para a higiene íntima

Com uma higiene íntima correcta, em que se recomenda a utilização de um produto como ácido láctico, pode manter-se o equilíbrio natural do pH vulvo-vaginal, evitando-se assim o aparecimento de bactérias e fungos indesejáveis.
Os seguintes conselhos podem ajudá-la de forma natural e suave na sua higiene íntima:
  • Água e uma emulsão suave, natural e especialmente adaptada, constituem a melhor opção para a higiene íntima;
  • Não utilize sabonetes ou sabão na higiene íntima;
  • Evite a utilização de lavagens/irritações vaginais, pois destroem a flora vaginal natural;
  • A higiene íntima deve ser sempre feita de frente para trás, de modo a evitar que a zona da vagina entre em contacto com as bactérias dos intestinos

    Proteja a flora íntima das diversas causas de infecções:
  • Higiene íntima adequada;
  • Terapêutica antibiótica;
  • Uso de roupa interior sintética;
  • Fluxo menstrual;
  • Frequência de ginásio e piscinas;
  • Menopausa.

    In: www.saugella.pt, 2004