Promover a Saúde Pública

segunda-feira, maio 2

MENOPAUSA



O que se sente na menopausa?

Normalmente, após os 40 anos, a irregularidade das menstruações assinala com precisão o começo da Menopausa.
Os ciclos tornam-se mais longos ou mais curtos. As menstruações fazem-se esperar mais cedo do eu o previsto, podendo tornar-se mais abundantes ou mais fracas.
Assim que o funcionamento hormonal se começa a modificar, o que acontece alguns anos antes da menopausa propriamente dita, algumas mulheres sentem diversas perturbações, tais como fadiga, afrontamentos, suores nocturnos, nervosismo, dores de cabeça, sensação de tensão nos seios, palpitações cardíacas, irritabilidade, diminuição do desejo sexual, secura e comichão vaginal, dor durante as relações sexuais, vontade frequente de urinar.
Estas perturbações sentidas, pela maior parte das mulheres como muito punitivas, devem-se ao abaixamento de estrogénios.


A menopausa tem outros efeitos?

Claro que tem. Uma coisa é falar dos sintomas imediatos atrás descritos, outra bem diferente é a ameaça silenciosa que pouco a pouco se vai instalando no organismo e que mais tarde se manifesta de uma forma mais ou menos grave.
Assim, por exemplo, antes da Menopausa, as mulheres estão menos sujeitas que os homens às doenças cardiovasculares. A partir da Menopausa contudo, o risco de enfartes e ataques cardíacos aumenta.
Constata-se igualmente uma modificação da tensão arterial e dos lípidos (gorduras).
Aquilo a que se chamam “doenças degenerativas dos ossos”, têm aumentado consideravelmente nos últimos anos, fenómenos que se atribui ao aumento da esperança da vida. Estas doenças consistem na rarefacção do tecido ósseo que diminui a solidez do osso. As pessoas idosas estão mais facilmente sujeitas a fracturas que as jovens. Mas esta doença dos ossos chamada Osteoporose, pode também manifestar-se por dores nos ossos, nos membros e nas articulações.


Qual o papel da hormonas na Menopausa?

Cada mulher vive este período de forma diferente, embora as transformações fisiológicas sejam as mesmas para todas: o funcionamento hormonal modifica-se naturalmente, a actividade dos ovários diminui, a paragem das menstruações assinala que o organismo produz cada vez menos hormonas.
As menstruações produzem-se irregularmente. A probabilidade de uma fecundação (gravidez) diminui.
Entre os 40 e os 50 anos, a ovulação torna-se cada vez mais rara e imprevisível. É o momento em que o corpo produz ínfimas quantidades de estrogénio, deixa de produzir progesterona e as menstruações param completamente.
A idade crítica, também chamada Climatério, compreende três fases:


1. Pré-Menopausa: alguns anos antes da última menstruação;
2. Peri-Menopausa: período compreendido entre a última menstruação e o decurso de 12 meses sem mentruações;
3. Pós-Menopausa: todo o período que se segue à última menstruação.

CONSELHOS

  • Tenha uma alimentação equilibrada e não demasiado rica;
  • Renuncie aos excessos de tabaco e do álcool;
  • Durma o suficiente;
  • Pratique exercícios físicos. Cuide de si como merece.

    O importante para si, pessoalmente, é olhar um pouco para trás sobre a sua própria experiência de vida e tirar todo o proveito disso para determinar o que irá fazer no futuro.

    In: Schering Lusitana

1 Comments:

  • MINHA MAE ESTA COM MUITA DOR NO CORPO, ONDE VAI INDO A DIREÇÃO AO PEITO, POREM O GINECOLOGISTA DISSE QUE Ñ É PENOPAUSA, POIS ELA ESTA COM 45 ANOS E ELA DISSE QUE MENTRUA MUITO FORA DO NORMAL COMO PRCEDER?

    By Anonymous Anónimo, at 12/9/12 15:43  

Enviar um comentário

<< Home