Promover a Saúde Pública

segunda-feira, agosto 15

TURISTA PREVENIDO



Turista prevenido é aquele que, antes de partir de férias para um país tropical, marca uma consulta do viajante. Porquê? Para acautelar eventuais problemas de saúdeon destino, para ficar a conhecer melhor (e saber enfrentar melhor) os perigos que o espreitam... enfim, para umas férias em segurança.

Doenças há muitas
São dados preciosos para umas férias em segurança. E com saúde. Com este mesmo objectivo, pode ser necessária vacinação contra doenças específicas, como a malária ou a febre amarela. Porque nos países tropicais – da América, da Ásia ou de África – o perigo espreita sob a forma de um mosquito, de água contaminada ou de alimentos crus mal lavados. Vejamos quais são as principais doenças tropicais, assim chamadas por serem frequentes nos destinos mais exóticos mas que podem também declarar-se noutras latitudes.

MALÁRIA
É a mais conhecida e porventura a mais temida de todas. Uma picada de mosquito é quanto basta para o parasita que causa a doença se infiltrar no sangue. Febre alta, suores e calafrios são os principais sintomas. É potencialmente fatal e endémica em muitos dos países que fazem as delícias dos turistas europeus.


FEBRE AMARELA
É também transmitida por mosquitos e também se manifesta através de febre muito alta e repentina, suores e vómitos são outros sintomas frequentes. É a única doença para a qual é exigido um certificado de vacinação internacional, que se obtém na consulta do viajante.


CÓLERA
É uma infecção intestinal transmitida por um micro-organismo existente em água contaminada. Vómitos, diarreia e desidratação são as suas principais manifestações.


FEBRE TIFÓIDE
Água e alimentos contaminados são os veículos desta doença transmitida por uma bactéria e que se exterioriza por febre elevada, suores e calafrios.

HEPATITE A
É a ingestão de água ou alimentos contaminados com fezes que abre a porta a esta doença, entre cujos sintomas se incluem cansaço generalizado, dores de cabeça e abdominais, urina escurecida e pele amarelada.

HEPATITE B
O contágio faz-se através dos fluídos corporais – sangue, saliva ou sémen. É uma doença sexualmente transmissível denunciada por um mal-estar geral, por perda de apetite e alterações na coloração da urina e da pele.

Naturalmente que o risco depende também das características individuais, da idade, por exemplo, mas também do estado geral de saúde. O próprio risco sofre alterações, na medida em que o controlo das doenças e as condições higieno-sanitárias nos diferentes países vão sofrendo melhorias. Porém, o melhor mesmo é não arriscar, ou seja, prevenir. É como se viajante prevenido valesse por dois....

In: Farmácia Saúde, Julho de 2005